Skip to content

Dieta Mediterrânea – Perda Peso de Forma Saudável e Sustentável

Dieta Mediterrânea

Dentre os métodos que promovem saúde, a dieta mediterrânea está entre as melhores, então, conheça-a e veja como melhorar sua qualidade de vida.

Se você está em busca de um método que tenha como prioridade a melhora da qualidade de vida, certamente a dieta mediterrânea pode ser uma excelente opção, em virtude de seu estilo.

A dieta mediterrânea foi inspirada na alimentação dos povos que viviam nas proximidades do Mar Mediterrâneo e tinham uma alimentação repleta de alimentos saudáveis e frescos.

Basicamente, para realizar este método a pessoa deve seguir os mesmos hábitos destes povos, com a intenção de melhorar a saúde e qualidade de vida.

Continue sua leitura e veja como fazer a dieta mediterrânea.

O que é a dieta mediterrânea?

Como já dissemos ao longo da introdução deste artigo, a dieta mediterrânea consiste em seguir os costumes alimentares dos povos que vivem na proximidade do Mar Mediterrâneo.

Estes povos são os italianos, espanhóis, gregos, egípcios, líbios, marroquinos, turcos e libaneses.

Estes países não possuem muitas semelhanças culturais, mas o que os torna semelhantes em costumes alimentares é a qualidade de seus alimentos.

Os alimentos que se desenvolvem nesta região são frescos e saudáveis, em virtude do solo banhado pelo Mediterrâneo.

Os peixes da região também são diferenciados, pois por viverem neste mar promovem saúde àqueles que os consomem.

A dieta mediterrânea não tem o intuito de emagrecer, e sim de melhorar o estilo de vida, portanto, se deseja emagrecer pode ser que não veja resultados rápidos com ela.

Claro que bons hábitos ocasionam em perda de peso, mas por não ser direcionada exatamente para esta função, leva um tempo maior.

Cardápio da dieta mediterrânea

Cardápio da dieta mediterrâneaO cardápio deste método é muito rico em nutrientes e vitaminas, em virtude da variedade de alimentos saudáveis.

Você não precisará de grandes esforços para seguir a dieta mediterrânea, tudo que precisa fazer é seguir os mesmos hábitos alimentares, consumindo os mesmos alimentos consumidos por estes povos.

Veja agora quais são estes alimentos:

Cereais: Os cereais são responsáveis pela promoção de energia ao corpo, uma vez que são repletos de fibras, carboidratos além de substâncias que previnem o câncer.

Você poderá incluir milho, aveia, arroz, entre outros.

Vinho tinto: O vinho tinto é muito importante para o bom funcionamento da dieta mediterrânea, sendo que você precisará consumir uma taça ao dia.

O vinho tinto diminui as inflamações do corpo, além de diminuir o risco de doenças cardiovasculares e ser rico em antioxidantes.

Leite e derivados: durante a dieta mediterrânea você deverá consumir diversos tipos de leite e derivados, que incluem leite de vaca, soja, amêndoas e todos os derivados destes.

A razão do consumo é que são repletos de cálcio, importantes para o bom funcionamento dos ossos e organismo.

Azeite de oliva: o azeite de oliva é excelente para a saúde, pois promove o aumento do colesterol bom e melhora o funcionamento cardíaco.

Frutas e vegetais: As frutas e os vegetais são repletos de vitaminas importantes para o funcionamento adequado do organismo.

Além disso, contam com quantidades altas de fibras e minerais e devem ser consumidos diariamente.

Peixes: os peixes são ricos em Ômega 3, além de ter muita variedade de espécies e cada uma delas ter suas propriedades importantes para a saúde.

Na dieta mediterrânea você deverá incluir os peixes em sua rotina, aproveitando todas as opções que tem à sua disposição.

Legumes: os legumes são alimentos que contém muita fibra e auxiliam no funcionamento do aparelho digestivo.

Além disso, são ricos em proteínas vegetais e previnem doenças cardiovasculares.

Oleaginosas: este nome difícil é pouco conhecido, mas as oleaginosas são muito consumidas no Brasil, sendo elas as castanhas, o amendoim, as nozes, entre outros.

Você poderá consumi-las diretamente ou extrair seu óleo e usá-lo em receitas.

Este é o conjunto de alimentos que não deve faltar em sua alimentação diária, lembrando que você deve sempre variar o cardápio para conseguir o máximo de nutrientes e benefícios.

Quais os benefícios em fazer a dieta mediterrânea?

Quais os benefícios em fazer a dieta mediterrâneaComo você pôde ler no tópico anterior, os alimentos obrigatórios para o cumprimento deste método são todos saudáveis, repletos de vitaminas, nutrientes e benefícios para a saúde.

Agora diremos a você quais são os benefícios específicos que você terá ao realizar a dieta.

  1. Melhora do colesterol

A dieta mediterrânea conta com alimentos como o azeite, as oleaginosas, os legumes e peixes que auxiliam no controle do colesterol ruim, além de promoverem o colesterol bom.

Se você tem problemas de colesterol, ou pretende prevenir, saiba que ao aderir à este método você conseguirá controlar e prevenir o problema.

  1. Bom funcionamento do intestino

Este método conta com alimentos ricos em fibras, e estas são excelentes para melhorar a atividade intestinal.

O bom funcionamento digestivo melhora muitas coisas, inclusive a retenção de líquidos que mantém o corpo cheio de toxinas.

Realizando a dieta mediterrânea você terá seu organismo jogando a seu favor.

  1. Melhora do humor

Um dos grandes causadores do estresse é a alimentação ruim, que enche o corpo de toxinas e causa lentidão.

Ao comer corretamente você poderá contar com uma disposição bem melhor, além de se livrar daquele estresse matinal.

  1. Previne problemas do coração

Os peixes são ricos em ômega 3, que auxilia no funcionamento cardiovascular e melhora a saúde óssea.

Ao inseri-lo em sua rotina, você previne o desenvolvimento de problemas cardíacos como AVC, parada cardíaca, entre outros.

  1. Se livre das dores nas articulações

Os leites recomendados na dieta mediterrânea aumentarão os índices de cálcio no seu organismo, logo seus ossos se manterão mais fortes.

Ossos fortes têm menos chance de desenvolver osteoporose ou outros problemas do tipo.

  1. Esqueça o inchaço

Uma coisa que atrapalha muitas pessoas, sem dúvidas é o inchaço, que acomete a região abdominal, pernas e braços.

Este inchaço além de incomodar, atrapalha no feitio de atividades diárias, complicando a rotina e a qualidade de vida fazendo com que a dieta mediterrânea não seja realizada na sua totalidade.

Ao consumir uma taça de vinho diariamente você evita este inchaço e pode viver com plenitude.

  1. Não se preocupe com anemias

Esta dieta é rica dos principais grupos alimentares, com isso você não precisará se preocupar com falta de nutrientes no organismo.

Seguindo este método você estará menos suscetível a contrair anemias.

Cardápio para 10 dias da dieta mediterrânea

Cardápio para 10 dias da dieta mediterrâneaSabemos como pode ser difícil seguir este método no começo, pois é difícil mudar os hábitos sem ter um caminho para seguir.

Por esta razão, preparamos um cardápio que você poderá seguir por 10 dias, depois disso você já terá se acostumado e poderá seguir de acordo com sua vontade.

Veja agora o cardápio e siga-o para ver resultados e ter uma vida melhor.

1º dia:

Café da manhã: pão integral, queijo de sua preferência, suco de morango e uma maçã.

Lanche da manhã: barra de cereais e iogurte com mel.

Almoço: arroz integral, filé de tilápia, acelga com tomate e feijão.

Sobremesa: uvas.

Lanche da tarde: 5 castanhas do Pará.

Jantar: sopa de cenoura com pedaços de carne e legumes.

Obs: lembre-se de tomar a taça de vinho ao longo do dia.

2º dia:

Café da manhã: omelete com queijo branco e tomate, leite com café e uma banana.

Lanche da manhã: uma fatia bolo de frutas artesanal (laranja, maçã, cenoura, etc.)

Almoço: arroz integral, feijão branco, peixe cozido com tomate e cebola, salada de pepino agrião, tomate e cebola.

Sobremesa: uma laranja.

Lanche da tarde: um pacote pequeno de amendoim sem sal.

Jantar: macarrão integral, bife de alcatra, salada de agrião e suco de maracujá para acompanhar.

Tome a taça de vinho ao longo do dia.

3º dia:

Café da manhã: Iogurte com cenoura e mel, torrada com cream cheese e morangos.

Lanche da manhã: milho com um pouco de sal.

Almoço: Frango com milho, arroz integral, feijão, chuchu cozido com abóbora.

Sobremesa: um cacho de uvas.

Lanche da tarde: torradas com geléia natural de frutas.

Jantar: abobrinha refogada, peixe de sua preferência grelhado, arroz integral e alface picada.

Não se esqueça de tomar a taça de vinho.

4º dia:

Café da manhã: pão integral com geléia, leite de amêndoas e uma banana.

Lanche da manhã: quatro nozes.

Almoço: peixe cozido com batatas e tomate, arroz integral, salada de escarola com cebola.

Sobremesa: gelatina diet

Lanche da tarde: uma maçã e iogurte natural com mel.

Jantar: sopa de mandioquinha com pedaços de carne, cenoura e cebola e uma taça de vinho tinto.

5º dia:

5º diaCafé da manhã: leite de amêndoas, biscoitos caseiros de aveia e mel, ½ manga.

Lanche da manhã: barra de cereal.

Almoço: omelete com queijo, arroz integral, brócolis, feijão branco e salada de tomate.

Sobremesa: morangos.

Lanche da tarde: cinco castanhas do Pará.

Jantar: Filé de peito de frango, macarrão integral, salada de agrião.

6º dia:

Café da manhã: pão integral com queijo branco, café com leite e um cacho de uvas.

Lanche da manhã: uma goiaba.

Almoço: filé de peixe grelhado, arroz integral, vagem refogada e suco de limão.

Sobremesa: salada de frutas.

Lanche da tarde: iogurte natural com coco.

Jantar: creme de couve flor com pedaços de frango.

7º dia:

Café da manhã: bolo de aveia e mel, suco de laranja, geléia de morango e uma banana com aveia.

Lanche da manhã: ½ mamão.

Almoço: carne de panela com batatas e cenoura, feijão, arroz e salada de pepino.

Sobremesa: um pedaço de chocolate meio amargo.

Lanche da tarde: vitamina de maçã.

Jantar: peixe cozido, arroz integral, purê de batata e salada de alface com tomate.

8º dia:

Café da manhã: bolacha de água e sal com requeijão, suco de morango, ovo mexido e uma maçã.

Lanche da manhã: vitamina de mamão.

Almoço: frango desfiado com tomate, arroz integral, salada de cenoura ralada e suco de limão.

Sobremesa: um cacho de uvas.

Lanche da tarde: torrada com geléia de damasco.

Jantar: filé de peixe grelhado, salada de tomates com pepino e arroz com amêndoas.

9º dia:

Café da manhã: vitamina de banana, pão integral grelhado com requeijão e morangos.

Lanche da manhã: castanhas do Pará.

Almoço: macarrão integral com molho de tomate caseiro, filé de carne vermelha, salada de acelga com cebola.

Sobremesa: gelatina.

Lanche da tarde: um pacote pequeno de amendoim sem sal.

Jantar: sopa de feijão.

10º dia:

Café da manhã: suco de maçã, biscoitos caseiros de aveia com mel e uma maçã.

Lanche da manhã: um pedaço de bolo caseiro de frutas.

Almoço: um filé de salmão, arroz integral, salada de tomate, brócolis e suco de laranja.

Sobremesa: uma ameixa.

Lanche da tarde: cinco castanhas de sua preferência.

Jantar: sopa de tomate com pedaços de frango.

 Por quanto tempo posso fazer a dieta mediterrânea?

Por quanto tempo posso fazer a dieta mediterrâneaA dieta mediterrânea é um estilo de vida, que consiste em alimentar-se de forma saudável e variada.

Por esta razão, você pode seguir esta dieta por toda a sua vida e fazer disto sua rotina.

Diferente de outros métodos que não podem ser seguidas por muito tempo, esta não tem restrições e você está livre para seguir.

Posso aliar a dieta com exercícios?

Os exercícios são muito importantes para uma vida saudável, portanto, aliá-los com a dieta mediterrânea pode ser uma excelente ideia.

Além de promover saúde, disposição e bom funcionamento do corpo, você também conseguirá eliminar alguns quilinhos com a prática, por isso invista e mude sua vida.

Você poderá contar com academias, ou até mesmo fazer exercícios caseiros como passear com seu cão, subir escadas, pular corda, fazer abdominais, polichinelos, entre tantos outros exercícios.

Para aqueles que não são amantes de exercícios é possível realizar aulas de danças, que também podem ser feitas em academias ou em casa, usando algum tutorial da internet.

O que importa é manter o corpo em movimento, para se livrar do sedentarismo e turbinar os efeitos positivos que a dieta mediterrânea causará em seu organismo.

Agora que conhece melhor a dieta mediterrânea, vale à pena investir na ideia e torná-la seu estilo de vida, a fim de ter um corpo saudável e evitar doenças.

Não se esqueça de nenhum grupo alimentar obrigatório para conseguir captar todos os benefícios e ter a satisfação de ter um corpo feliz e saudável.

Caso deseje mais informações sobre saúde, emagrecimento e bem-estar, continue nos acompanhando, temos muito a lhe ensinar!

5/5 - (1 vote)
Compartilhar:

Gostou? Alguma dúvida? Deixe seu comentário!

comentários

Método Revolucionário Elimina Até 10kg em 27 dias!Clique Aqui!